top of page

“Verrugas” palpebrais em cães e gatos

Atualizado: 9 de dez. de 2023



Desvendando cuidados e soluções oftalmológicas


É notável que os cães apresentam um sistema oftalmológico único, caracterizado pela presença de três pálpebras distintas: a superior, a inferior e a terceira pálpebra. Essas estruturas desempenham múltiplos papéis essenciais, incluindo a proteção ocular contra traumas e luz excessiva, a distribuição adequada da lágrima, a facilitação da drenagem através do ducto nasolacrimal e a produção de secreções lipídicas, as quais desempenham um papel crucial na prevenção da evaporação instantânea da lágrima.


Em cães mais idosos, é comum observar-se a formação de nódulos nas pálpebras, frequentemente denominados de “verrugas” (neoplasias). Essas formações, seja de crescimento rápido ou lento, em sua grande maioria, apresentam características benignas. Entretanto, é crucial estar atento, pois essas neoplasias podem ocasionar alterações na posição e no movimento das pálpebras. Dependendo do tamanho, podem entrar em contato com a córnea, resultando em dor, desconforto e lesões como úlceras e até perfurações, podendo culminar na perda da visão ou do próprio olho.


Em relação aos felinos, a situação se torna ainda mais desafiadora. A predominância de neoplasias palpebrais nessa espécie é caracterizada por um caráter maligno, com avanço rápido nos tecidos circundantes. Em casos mais raros, embora incomuns, existe a possibilidade de ocorrência de metástases distantes, afetando outros órgãos. Essa complexidade ressalta a importância da prontidão na identificação e tratamento precoce dessas condições em felinos, visando preservar não apenas a saúde ocular, mas também o bem-estar geral desses animais de estimação.


Alguns sinais clínicos indicativos dessas condições incluem blefarospasmo (espasmo dos músculos perioculares, levando ao piscar involuntário), lacrimejamento excessivo, hiperemia conjuntival (vermelhidão na região branca do olho) e secreção ocular. O tratamento preferencial para essas afecções consiste na remoção cirúrgica do nódulo, seguida pela análise histopatológica, um exame que proporciona a identificação do tipo de neoplasia e o grau de invasão.


Se o seu cão ou gato apresentar nódulos nas pálpebras, independentemente do tamanho, é altamente recomendável buscar a avaliação de um especialista em oftalmologia veterinária. Esse cuidado assegura que seu animal de estimação desfrute de uma vida saudável e livre de complicações oftalmológicas.



Autores: Álvaro Turmina de Jesus,

Marina Salles Martinato e Gustavo Brambatti


Gustavo Brambatti: Mestre em Ciências Veterinárias pela UFRGS com ênfase em Oftalmologia Veterinária - (54) 9 9921-3321 @oftalmovetgustavo

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page