top of page

O que você precisa saber para iniciar seu negócio veterinário

“Antes de qualquer coisa, pense em organizar um plano de negócios com planejamento financeiro, assim você saberá de onde partir.”





Ter sua própria clínica é o sonho de muitos médicos veterinários. Mas você sabe o que precisa, e como fazer para abrir seu próprio negócio de forma correta e segura?

Dados do Instituto Pet Brasil (IPT) apontam para uma alta de 22% no faturamento do mercado pet no Brasil. O país é, atualmente, o sexto colocado no mundo em termos de faturamento, com receita na casa dos R$ 58,9 bilhões somente em 2022.

Se você quer fazer parte desse mercado bilionário, saiba que é preciso muita preparação antes de começar a realizar seu sonho. Pensando nisso, reunimos algumas orientações iniciais para você tirar o seu projeto do papel.

Antes de qualquer coisa, pense em organizar um plano de negócios com planejamento financeiro, assim você saberá de onde partir.

Com a ideia do negócio elaborada, você deve procurar um local que atenda às exigências para o tipo de estabelecimento, não esquecendo que você poderá querer expandir seu negócio dentro de pouco tempo. Assim, faça sempre um estudo da área onde você quer montar seu estabelecimento, verifique se o imóvel está apto aquele tipo de negócio e se tem os espaços necessários para o seu empreendimento.

Além das exigências dos órgãos públicos, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), através da Resolução 1.265/2019, define as normas para abertura e funcionamento de estabelecimentos médico-veterinários para atendimento de animais de pequeno e médio porte.

As exigências serão diferentes se você quiser abrir um consultório, clínica ou mesmo hospital veterinário. Fique atento se o local escolhido possui estrutura e permissão da prefeitura para o tipo de negócio que você pretende abrir.


Com o negócio estruturado, e o imóvel em vista, você deve regularizar

o seu negócio. Para abrir sua clínica ou petshop você precisará:

• Registro na Junta Comercial – é o local onde você registra o contrato da empresa.

• Registro na Receita Federal – é o órgão responsável para o cadastro do CNPJ da sua empresa.

• Registro na Prefeitura – prestadores de serviços devem se registrar na prefeitura. É também na prefeitura do seu município, através das respectivas secretarias, que você obtém licenças e o alvará de funcionamento.

• Registro na Receita Estadual – se você optar por comercializar produtos, deverá fazer o registro na Receita do seu estado.

• Registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária – o conselho do seu estado é o responsável pela liberação e fiscalização das clínicas e estabelecimentos do mercado pet.


Daniel Dias

Advogado, graduado pela PUCRS. Sócio do escritório Dias e Palma Advogados Associados. Cofundador do @vetjus. Especialista em Processo Civil.

Cursando MBA em Proteção de Dados. Data Protection Officer certificado pela Assespro-RS.

(51) 9 9658.2007

@diasepalmaadv @vetjus

www.diasepalma.com.br

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page
<